quinta-feira, 16 de outubro de 2008

“Não sou o presidente Bush”

Enfim MCcain reagiu! Tive a oportunidade de assistir alguns trechos do debate entre Barack Obama e John MCcain ontem a noite, e o que vi foi uma reação do até então cansado veterano de guerra. Nos debates anteriores MCcain me pareceu estático, sem reação, imaginando uma possível vitória de seu adversário. Ontem não! Ontem ele me pareceu mais confiante, mais desafiador, até mais motivado.
Manteve Obama na defensiva, e colocou a “pulga” da desconfiança nos americanos ao lembrar o envolvimento de Obama com William Ayers, fundador de um grupo responsável por atentados contra o Pentágono e o Congresso nas décadas de 60 e 70. Obama por sua vez não parecia confortável como nos outros debates, e quando se sentia encurralado fixava seu olhar à câmera, e não para seu adversário como nos debates anteriores.

MCcain ainda deu o tom ao debate quando enfim disse: “"Senador Obama, não sou o presidente Bush. Se o sr. quisesse ter concorrido contra o presidente Bush, deveria ter concorrido há quatro anos", afirmou.
Ponto para MCcain! Se descolar de Bush e demonstrar que é um “republicano rebelde” nessa altura do campeonato, faltando apenas 19 dias para a eleição, é fator importantíssimo para uma tentativa de virada do Senador do Arizona.
Além disso, esse formato beneficiou MCcain, pois suas limitações físicas são desconfortáveis ao olhar, mesmo que inconscientemente.

Mas Obama não desceu do pedestal, ficou nervoso sim, mas manteve sua postura de grande orador, e não cometeu nenhuma gafe. Ele sabe falar, e como falar. É mais sagaz, sabe usar o vídeo. Mas não acredito em sua sinceridade!

Acho-o conveniente demais. Prefiro MCcain que é a favor do etanol brasileiro, tem posições mais claras. É a favor de guerras? Sim, mas é imensamente mais flexível que Bush, e por ser mais flexível tem que conviver com as criticas dos republicanos mais ferrenhos que o tacham de “liberal demais”. E essa questão de guerra é uma cultura predominante nos norte-americanos, tanto é assim, que Obama também já disse em algumas oportunidades que poderia mandar tropas ao Paquistão para procurar terroristas.

Enfim, MCcain me parece mais sincero, é conservador, mas assume suas posições, é mais coerente, tem maior conhecimento em política externa, e não joga com as palavras e multidões como Obama. Não acredito em Obama, e nem na capacidade dele de ser um bom presidente para os EUA.
Prefiro o veterano de guerra MCcain, do que o pop star político do momento Obama.

7 comentários:

THOMAS MARINHO disse...

Olá Júlio.

Que bom que está de volta!!!

Percebo uma nova tendência em seu blog, talvez algo mais informativo, estou correto?

Espero que continue nos brindando com sua inteligência. Seus textos são sempre bem embasados e repletos de coerência!

Beijão!

2 BN! disse...

Muito boa sua matéria sobre os candidatos dos EUA.
Parabéns... blog excelente!

2BN!
http://2brothersnews.blogspot.com/

Surtado disse...

Parabéns pelo post, super informativo, excelente visão ...

Guilherme disse...

ô cara!
parabéns pelo Blog.. muito interessante!

passa lá no meu
http://pahnela.blogspot.com

abraço

Daniel Leite disse...

Sob certo olhar, McCain é melhor para alguns países. Principalmente no que se refere à economia, particularmente no caso brasileiro.

No entanto, estamos falando de um país (EUA), e não da ONU. É preciso que sejam defendidos os interesses e fundamentadas certas posições.

Se for possível fazê-lo sem guerras e com mais conversa, melhor ainda. Não sei se fui "enganado" pela lábia de Obama, nas vezes em que tive oportunidade de vê-lo discursando nos debates, mas ainda prefiro o democrata.

Até mais, Júlio!

Alam Oliveira disse...

Um texto irreverente, falando de atualidade sem cair na prepotencia dos órgãos de imprensa que utilizam de seus veículos de forma parcial.
Muito boa sua linguagem


Visite tbm:

http://revolucao29.blogspot.com/

Jocelito disse...

Olá,
Não sei se fui influenciado pelos meios de comunicação e toda essa onda "Obamista", mas posso dizer que sou bem simpático ao novo presidente do EUA. Viva Obama !!!!!!!!!!

Jocelito Rodrigues